Início

RQE: o que é e por que o médico precisa ter o Registro de Qualificação de Especialista

03/01/2023

Existem vários registros médicos, cada um com sua finalidade. Confira o que é RQE e quais médicos devem emiti-lo.

Quando um médico completa sua graduação em medicina, geralmente, sente uma imensa felicidade: finalmente, ele recebe seu primeiro carimbo e o CRM, um número que provavelmente nunca se esquecerá. Mais tarde, no entanto, o mesmo processo se repete e ele recebe o Registro de Qualificação de Especialista. Mas, afinal, o que é RQE e qual a sua utilidade?

Neste post, traremos tudo o que você precisa saber sobre o Registro de Qualificação de Especialista. Além de saber o que ele é, você também responderá às suas dúvidas sobre o tema e entenderá quais médicos devem emiti-lo. Continue lendo para saber mais!

O que é RQE?

Como o próprio nome sugere, o Registro de Qualificação de Especialista se destina a profissionais que realizaram alguma especialidade, como a clínica médica ou a cirurgia geral. É apenas com ele que um médico pode se denominar um “clínico” ou um “cirurgião”.

No carimbo, o RQE vem abaixo do número do CRM, como uma maneira de verificação da especialidade. Cada conselho regional emite o RQE de determinada especialidade, conforme a legislação vigente. Na maioria dos casos, a comprovação da especialização ou a prova de título é suficiente para a obtenção do RQE.

Por que o RQE é importante?

Saber o que é RQE pode ajudar o médico e a sociedade de diversas formas. Em primeiro lugar, ele é a garantia de que o profissional passou por um processo de capacitação que o permite atuar em determinada especialidade.

Além disso, o RQE é necessário na hora de assumir plantões ou para ter algum trabalho específico. Um exemplo ocorre com a medicina do trabalho, responsável por documentos como o PCMSO — que só pode ser assinado por um profissional com o Registro de Qualificação de Especialista.

Como saber se um médico tem o Registro de Qualificação de Especialista?

Além de uma ferramenta de demonstração de capacitação, o RQE também cumpre uma função de verificação dos profissionais. Não é incomum que pacientes busquem em ferramentas específicas sobre os profissionais que os atenderam e tirem suas dúvidas sobre a especialização deles.

Para auxiliar, o próprio CFM conta com um sistema próprio de busca por médicos. De posse de informações como nome completo ou número do CRM, é possível identificar se o profissional possui RQE, em quais estados ele está inscrito e qual a sua especialidade.

Isso também é importante para o próprio médico: com a pesquisa oficial do CFM, ele se tranquiliza de que, em caso de buscas por seu perfil profissional, constarão todas as informações da capacitação. Isso o habilita para o trabalho como especialista, pois o identifica como tal.

Saber o que é RQE pode ajudar tanto médicos quanto pacientes a entender melhor sobre como funciona o sistema de capacitação médica. O serviço é benéfico tanto para a sociedade quanto para os profissionais, que se resguardam nas atividades realizadas.

Se você gostou de saber essas informações, não perca tempo e compartilhe este post em suas redes sociais!

Preocupante projeção de aumento dos casos de câncer

15/04/2024

UnP inova e alunos de Medicina realizam aulas de Cuidados Paliativos durante o Internato 

12/04/2024
Scroll to Top