Início

Realidade virtual na Medicina: conheça os benefícios dessa tecnologia!

12/05/2022

A realidade virtual tem desempenhado um papel importante nos avanços da Medicina. Entenda as principais vantagens de utilizá-la!

A tecnologia tem proporcionado uma série de soluções capazes de otimizar processos mais complexos, gerar eficiência e agregar qualidade aos serviços prestados. Entre elas, está a realidade virtual na Medicina, que se trata de uma inovação que vai contribuir para a melhoria dos cuidados e da assistência prestados pelos integrantes da equipe.

Por meio dela é possível colocar conhecimentos em prática e simular situações, além de ser uma forma de ajudar os pacientes em tratamentos e exames.

Quer entender por que esse recursos têm ganhado cada vez mais espaço na área da saúde e os principais benefícios ao utilizá-los? Então, continue a leitura!

O que é realidade virtual?

A realidade virtual se trata de tecnologia que conecta o usuário e um sistema operacional por meio de imagens 360º ou ferramentas gráficas 3D, com a finalidade de promover a impressão de presença virtual diversa da real.

Com isso, a tecnologia induz efeitos sonoros e visuais, viabilizando introdução completa no ambiente que foi simulado virtualmente.

Dessa forma, o indivíduo pode interagir ou não com o que observa ao redor, dependendo das funcionalidades da ferramenta usada.

Qual a diferença entre realidade virtual e realidade aumentada?

A realidade virtual é um universo digital. Nesse caso, sons e imagens ao redor do usuário são substituídos por conteúdo virtual, gerado por um computador, e que, normalmente, se assemelham ao mundo real. A finalidade é recriar ao máximo as sensações da realidade.

Já a realidade aumentada é representada pela visualização do ambiente real por intermédio de uma câmera e a utilização de sensores de movimento, integrando o ambiente físico e o virtual.

O que é a realidade virtual na Medicina?

No ramo da Medicina, as ferramentas que utilizam essa tecnologia permitem a capacitação dos profissionais. Além disso, o surgimento de novos métodos e tratamentos para aumentar as chances de cura e proporcionar qualidade de vida e bem-estar aos pacientes.

Sendo assim, vem sendo usada como instrumento para mudar a forma de atuar em situações de emergência, agregar valor aos exames realizados (ressonância magnética, raios-X, tomografias etc.), aliviar dores e demais.

Como utilizar a realidade virtual na Medicina?

Veja a seguir, como a realidade virtual pode ser aplicada na área da saúde.

Treinamentos da equipe

Por meio da criação de ambientes digitais, os profissionais podem visualizar detalhes e informações a respeito do corpo humano, treinar procedimentos, como cirurgias e demais métodos, sem colocar em risco a vida de um paciente real.

Recuperação em fisioterapia

Utilizando jogos virtuais, por exemplo, o paciente pode recuperar, em menor tempo, funções motoras e sensoriais.

Além disso, é possível desenvolver exercícios de treinamento em realidade virtual aplicada na Medicina com aprendizado de máquina. O intuito é adaptar cada treino às necessidades terapêuticas das pessoas.

Entre as finalidades da recriação do mundo real, está a de tornar a fisioterapia mais dinâmica e agradável. Com isso, o envolvimento do paciente no tratamento se eleva.

Tratamento da ansiedade em intervenções cirúrgicas

É muito comum que o paciente fique ansioso ao passar por procedimento cirúrgico. Nesse caso, uma alternativa é o uso de um fone de ouvido de realidade virtual antes e após a cirurgia.

Isso porque, com a aplicação de músicas relaxantes e da transmissão de paisagens calmas, é possível observar entre os usuários uma maior sensação de conforto, relaxamento, redução do sentimento de dor e uma queda considerável da ansiedade.

Terapia de fobias

A realidade virtual tem sido muito usada para tratar de pessoas que apresentam algum tipo de fobia, por exemplo, medo de alturas elevadas, baratas, andar de avião, entre outros. Nesse tipo de tratamento, são desenvolvidos cenários em que os pacientes são inseridos em uma situação da qual sentem medo.

Então, os especialistas monitoram esse processo e visualizam como o cérebro do indivíduo é estimulado nesses contextos, propondo, logo após, os tratamentos mais adequados.

Tratamento da dor fantasma

Esse é um problema que causa muitos incômodos para pacientes amputados, que sentem uma espécie de dor em membros, como braços ou pernas, que já não têm. A aplicação da realidade virtual é um avanço importante nesse tipo de tratamento.

Com o uso de aplicativos digitais, é possível auxiliar o cérebro a reconectar com as regiões de estímulo, gerando uma sensação de relaxamento no paciente. Isso tende a fazer com que a dor seja reduzida ou, até mesmo, eliminada.

Quais as vantagens de usar a realidade virtual na Medicina?

Os benefícios da aplicação da realidade virtual são identificados em várias questões relacionadas à Medicina, tanto para os profissionais quanto para os pacientes. Veja os principais!

Treinamentos médicos eficientes

Os profissionais da área conseguem adquirir conhecimentos e desenvolver novas habilidades por meio da interação com modelos realistas em um ambiente virtual. E isso, sem a necessidade de usar pessoas reais e experimentos.

Assim, são expostos a processos que simulam a prática por intermédio de holografias anatômicas, por exemplo, sem riscos desnecessários.

Cirurgias aperfeiçoadas

Entre as principais soluções proporcionadas pela realidade virtual na Medicina está a utilização do modelo 3D para o planejamento das mais variadas cirurgias. Isso porque esse mecanismo viabiliza uma representação completa da região que passará pela intervenção.

O modelo 3D fornece simulações mais precisas e que tornarão o procedimento mais rápido e seguro.

Processos fisioterápicos otimizados

A realidade virtual tem sido bastante usada para ajudar os pacientes com condições crônicas ou algum tipo de deficiência a passar por novas experiências. Por exemplo, pessoas com paralisias já conseguem reaprender a estimular as regiões do cérebro às quais não conseguiam acessar de outras maneiras.

Isso acontece pela captação dos movimentos por meio de um aplicativo e demais mecanismos.

Pacientes mais engajados com os tratamentos

Todas as experiências disponibilizadas pela realidade virtual ocasionam em um maior envolvimento dos pacientes. Eles passam a fazer tratamentos mais interessantes e inclusivos, o que gera um aumento considerável nos resultados positivos das terapias indicadas.

Agora que você já sabe o que é a realidade virtual na Medicina, fica mais fácil perceber que se trata de uma solução tecnológica que pode transformar e aprimorar as práticas de assistência a saúde.

O resultado são processos otimizados, atendimento humanizado, eficiente e de qualidade, capaz de conquistar uma maior aderência dos pacientes.

Achou este artigo interessante? Então, aproveite sua visita para assinar nossa newsletter e receber informações atuais e relevantes sobre outros assuntos relacionados à saúde por e-mail!

Autismo: diagnóstico precoce garante melhor qualidade de vida

19/06/2024

Inspirali anuncia novo Diretor de Tecnologia

12/06/2024
Scroll to Top