Início

Estudantes de Medicina do RN protagonizam missão humanitária na Amazônia

06/06/2024

Jovens são da Universidade Potiguar (UnP); além de atendimento médico, a Missão Amazônia mapeia as principais enfermidades e situação de vida de moradores da região

Com o objetivo de levar qualidade de vida para moradores de regiões isoladas e proporcionar experiência humanitária para futuros médicos, a Missão Amazônia, projeto idealizado pela Inspirali, entra em sua 7ª edição com cinco estudantes da Universidade Potiguar (UnP).

Desde o dia 28 de maio, Isabela Carolinnie, Isabelle Reis, Louise Lopes, Luana Dutra e Nathalia Drabovsk vivenciam a experiência médica em uma jornada que tem duração de 10 dias. A expedição também dá continuidade a um processo de territorialização das comunidades ribeirinhas, onde são mapeadas e analisadas, dentro da política do SUS, a situação de saúde e condições de vida da população local. O objetivo é identificar riscos, vulnerabilidades e potencialidades para que, futuramente, seja possível intervir de forma mais assertiva nos problemas de saúde e necessidades da região.

A 7ª edição da Missão Amazônia conta com a participação de 30 alunos e 7 professores das escolas Unisul – Pedra Branca (SC), Universidade Potiguar – UNP (RN), Universidade Anhembi Morumbi – Mooca (SP), Universidade São Judas Tadeu (SP), UNIBH (BH) e UNIFACS (BA). Os participantes embarcaram no Navio Hospital Escola Abaré, administrado pela UFOPA (Universidade Federal do Oeste do Pará), onde levarão consultas ginecológicas, pediátricas, cirurgias ambulatoriais e atendimentos de saúde da família em geral, incluindo diversas especialidades, para a comunidade local.

Também são realizados atendimentos por teleconsulta em parceria com as CIS (Clínicas Integradas de Saúde), da Inspirali, e a utilização do Prontlife (Prontuário Eletrônico do Paciente), que atua na captação, armazenamento e gestão de dados para interoperabilidade de informações com o e-SUS.

“Com a Missão Amazônia, temos a oportunidade de proporcionar atendimento a estas comunidades que, por questões geográficas, têm dificuldades em receber assistência médica especializada. Além disso, levarmos nossos estudantes para esta experiência em que atuam, de forma consciente e supervisionada, em uma realidade totalmente diferente daquela que vivenciam em suas universidades é realmente uma verdadeira aula de comprometimento e humanização na profissão”, destaca Rodrigo Dias Nunes, diretor médico da regional sul da Inspirali.

A última edição da Missão Amazônia, realizada em abril de 2024, atendeu 777 moradores de cerca de 30 vilarejos em Belterra e Aveiro. Destes, 43% já possuíam algum diagnóstico estabelecido e muitos casos de hipertensão e diabetes. A expedição também realizou aulas de educação em saúde, ensinando às crianças princípios básicos de higiene, como lavar as mãos, escovar os dentes, e alguns ensinamentos sobre primeiros socorros. Nas seis Missões já realizadas, a expedição atendeu mais de 5 mil pessoas.

Navio Hospital Escola Abaré

O navio-hospital Abaré, que leva a expedição, é administrado pela UFOPA e possui estrutura para atendimento clínico e odontológico. São quatro consultórios, sala para pequenas cirurgias e estrutura de laboratório para análises clínicas e radiografias, além de acomodações para os integrantes da Missão. A embarcação, de baixo calado, é própria para navegar em rios mais rasos, o que lhe permite chegar a mais comunidades e será utilizada em todas as expedições do projeto. Ao todo, a embarcação acomoda 55 pessoas, entre passageiros e tripulação.

O que faz um médico urologista? 

O que faz um médico urologista? 

08/07/2024

Curso de Medicina da São Judas Cubatão é conceito máximo no MEC

05/07/2024
Scroll to Top