Início

Canabidiol na quimioterapia: entenda como amenizar os efeitos do tratamento do câncer

05/05/2022

Você sabia que uso do canabidiol pode aliviar os sintomas causados pelo tratamento com quimioterapia? Saiba mais!

A Medicina está em constante evolução e, cada vez mais, são descobertas aplicações diferentes para compostos há muito conhecidos pela comunidade científica.

Um bom exemplo é o canabidiol, óleo extraído da Cannabis. O seu uso tem se tornado cada vez mais frequente na Medicina e em outros campos da ciência, com efeitos promissores e surpreendentes.

Um desses usos é a aplicação do canabidiol na quimioterapia, atenuando os efeitos adversos do tratamento para o câncer. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura e descubra informações importantes, que foram passadas por Wellington Briques, professor da Inspirali e fundador da Cannabis Academy, primeira comunidade científica de cannabis medicinal do Brasil.

O que é canabidiol?

O canabidiol (conhecido também pela sigla CBD) é um óleo, que faz parte do grupo das substâncias canabinoides. Ele é extraído da Cannabis sativa, uma planta herbácea que também dá origem ao THC.

O canabidiol é seguro e não promove alterações nocivas ao sistema nervoso central, atuando, por outro lado, no equilíbrio dessas estruturas.

Como ele funciona?

O canabidiol atua diretamente em receptores do sistema endocanabinoide. A partir dessa interação, são enviadas mensagens para diferentes pontos do organismo, travando uma batalha contra sintomas desagradáveis apresentados pelos pacientes no momento do tratamento quimioterápico.

O canabidiol tem efeitos antiespasmódicos, anti-inflamatórios, analgésicos e muito mais. É utilizado, portanto, com sucesso, entre os pacientes oncológicos, que costumam apresentar manifestações clínicas como dores e enjoos.

Quais são os efeitos do uso do canabidiol na quimioterapia?

O uso do canabidiol na quimioterapia tem se tornado cada vez mais frequente. Essa é uma realidade não só brasileira, mas mundial.

Há muitas vantagens no seu uso. A redução do uso de remédios fortes (como os opioides) e a melhora do bem-estar geral dos indivíduos acometidos pelo câncer é um grande passo na melhora da resposta ao tratamento contra essa doença.

Quais são os benefícios do Canabidiol para o tratamento?

Agora, é hora de conhecer algumas vantagens da implementação desse composto no tratamento coadjuvante à quimioterapia. Vamos lá?

Alivia a dor

A dor oncológica tem características únicas e precisa, muitas vezes, da associação de outros fármacos para ser controlada. No entanto, há boas evidências de que a utilização do canabidiol na quimioterapia reduz a necessidade do uso de certos medicamentos. Além disso, otimiza a resposta do paciente às terapias coadjuvantes, como a fisioterapia. Ou seja: a dor é melhor controlada, com menos medicações e, consequentemente, menos efeitos colaterais.

Diminui náuseas

A náusea é um dos principais efeitos colaterais dos quimioterápicos. Felizmente, o canabidiol tem se mostrado como uma poderosa arma contra esse desconforto, o que melhora a qualidade de vida do paciente com câncer e o ajuda a enfrentar o tratamento com mais bem-estar.

Estimula o apetite

Consequentemente, há também uma melhora do apetite, tão prejudicado por conta da quimioterapia. Seja pela náusea, ou por outras razões, o resultado observado é a melhora da vontade de se alimentar em boa parte dos pacientes tratados com canabidiol na quimioterapia. Nós sabemos bem o quanto a alimentação é fundamental para a recuperação!

Melhora o sono

Depressão, ansiedade e insônia são realidade para muitos pacientes oncológicos. Isso pode acontecer tanto como efeito adverso dos tratamentos propostos, quanto por uma questão de preocupação com a própria saúde. O canabidiol também ajuda na melhora do sono e no equilíbrio emocional.

Otimiza a imunidade

Outra ação dos canabinoides para o tratamento do câncer é a melhora da imunidade. Os pacientes que passam por quimioterapia apresentam uma imunossupressão importante, que é modulada pelos agentes presentes na Cannabis, a fim de melhorar a resposta imunológica.

Vale lembrar que todos esses efeitos são respaldados pelas evidências científicas. Há vários estudos sobre o assunto, com resultados muito promissores e efetivos!

Esse composto traz benefícios para outras enfermidades?

Está achando que o canabidiol só é utilizado para driblar os possíveis efeitos negativos da utilização de quimioterápicos? É aí que você se engana. A verdade é que há uma grande infinidade de usos para esse composto.

A relação entre Alzheimer e canabidiol é outra bem conhecida, mas não acaba por aí. Questões como ansiedade, enxaqueca, acne, cólicas menstruais, dores crônicas, Doença de Parkinson, esquizofrenia e muito mais. Ou seja: é um tratamento empregado em condições que vão desde as mais simples até as mais complexas.

Quem pode prescrever o canabidiol na quimioterapia ou outras condições?

Inicialmente, a prescrição do canabidiol era restrita a algumas especialidades médicas, como a neurologia e a psiquiatria. No entanto, isso foi mudando à medida que novos estudos surgiram sobre o assunto e a comunidade científica pudesse perceber a amplitude de vantagens do uso dos canabinoides.

Hoje, portanto, não há restrição para a prescrição desse tipo de composto, desde que o paciente faça parte dos critérios para ser medicado com ele. Outras profissões da área da saúde (como dentistas e médicos veterinários) também podem fazer esse tipo de indicação aos pacientes.

Apesar disso, ainda há poucos profissionais qualificados para fazer essa prescrição. De acordo com o Dr. Briques, que atua há muito tempo com a terapia canabinóide, “existe pouca gente que faz isso, apenas cerca de 2% a 3% dos médicos em atividade no Brasil”.

Como saber mais sobre o assunto?

A melhor maneira de saber mais sobre esse assunto é, sem dúvidas, investir em uma atualização sobre o tema. Há diversos cursos livres que qualificam profissionais da área médica para entender mais sobre as aplicações e a prescrição do canabidiol.

A Inspirali é um ótimo exemplo, com cursos a distância para que você possa se qualificar sem precisar alterar a sua rotina. É possível estudar onde e quando quiser, aprendendo detalhes importantes e melhorando, assim, as suas possibilidades de atendimento dentro do consultório.

Segundo o médico fundador da Cannabis Academy, “o médico tem que estar atento a tudo isso, saber prescrever, entender o paciente e o medicamento que ele está usando. Com isso, é necessário educar o colega médico a aprender a gerenciar não só esse tipo de paciente, mas outros também”. E é exatamente para isso que estamos aqui!

Gostou de saber mais sobre a relação entre o uso do canabidiol e a quimioterapia? Então, que tal continuar se informando sobre o assunto? Como vimos, uma boa maneira é fazer uma atualização a partir de cursos livres, que o capacitarão para lidar melhor com o tema em sua prática médica.

Um ótimo exemplo disso é o curso sobre Cannabis Medicinal oferecido pela Inspirali! Nele, você entenderá melhor as aplicações clínicas desse poderoso composto e estudará os princípios da Medicina Integrativa, uma das maiores tendências da saúde na atualidade.

Dicas de filmes para quem sonha em estudar Medicina 

19/04/2024

Navio da Saúde: estudantes de medicina retomam atendimento e iniciam processo de territorialização em comunidades à beira do Rio Tapajós, no Pará

17/04/2024
Scroll to Top