Início

Gestão em Saúde: qual é a importância e por que se especializar?

25/01/2022

As instituições de saúde precisam ofertar um atendimento humanizado, eficaz e seguro ao seus pacientes e, para isso, é preciso investir em gestão em saúde

Não há dúvidas da importância dos serviços de saúde para a sociedade. Assim, é fundamental implementar ações efetivas como forma de assegurar uma prestação de cuidados com qualidade e a utilização adequada dos recursos disponíveis.

Além disso, é preciso contar com uma equipe comprometida, manter o andamento apropriado das atividades do dia a dia e, dessa forma, obter o sucesso na prevenção de doenças e no tratamento dos pacientes. Para que isso ocorra, é preciso contar com uma boa gestão em saúde.

Por meio dela, é possível praticar a medicina humanizada conforme as condições clínicas, socioeconômicas e psicoemocionais daqueles que busca atendimento. Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para apresentar as principais informações sobre administração em saúde. Confira!

O que é gestão em saúde?

A gestão em saúde se trata do planejamento, organização, controle e direção com foco no gerenciamento dos recursos humanos, financeiros, logísticos, sanitários, entre outros, para verificar todas as atividades e oferecer um serviço seguro e efetivo.

Portanto, a gestão em saúde é responsável por identificar as necessidades da instituição, administrar processos, desenvolver políticas e implementá-las. Sempre visando ao conforto e à qualidade da prestação de cuidados disponibilizados, e a uma melhor experiência aos pacientes.

Qual a importância dessa área?

A relevância está ligada à garantia de que os procedimentos sejam executados com eficiência. Por isso, a gestão precisa averiguar se os equipamentos estão funcionando adequadamente, a equipe é capacitada e os funcionários priorizam a atenção ao paciente.

Além disso, confere as questões financeiras como forma de manter a boa aplicação dos recursos, reduzir custos e, por fim, contribui para a identificação de problemas e elaboração de soluções em prol do desenvolvimento saudável dos hospitais, clínicas e demais instituições.

Quais são os conhecimentos necessários aplicados?

Um gestor de saúde tem como função coordenar e aplicar projetos, bem como controlar a utilização e obtenção de recursos, entre outras medidas associadas ao funcionamento correto dos processos hospitalares.

Dessa forma, ao estudar Gestão em Saúde, o aluno vai adquirir compreensão a respeito dos cuidados com os pacientes, ética, atendimento humanizado, biossegurança, gerenciamento ambiental, planejamento de infraestrutura, logística, acreditação hospitalar e demais temas relevantes.

A organização nos estudos será fundamental para o sucesso nessa carreira.

Como eles impactam o sucesso da saúde?

Ao ter o conhecimento necessário, o gestor pode contribuir em vários setores ligados à saúde. Veja os principais!

Gestão hospitalar

Nesse caso, atua na administração das unidades prestadoras de serviços de saúde, por meio da atuação de controle de equipamentos hospitalares, recursos humanos e financeiros, processos internos e outras medidas para assegurar a qualidade dos serviços ofertados.

Analista de auditoria de contas hospitalares

Ao se especializar o ramo, o profissional também adquire conhecimento específico a respeito do funcionamento das contas e demandas financeiras do local, podendo trabalhar na conferência e administração dos valores. Nesse caso, a supervisão é essencial, tendo em vista que mantém uma auditoria apropriada e contas em dia.

Logística

Ao atuar na logística, o gestor fica responsável por verificar o processo de distribuição dos serviços ofertados por sistemas de saúde. Além de manter um comportamento inovador, investigando, por exemplo, maneiras de investir no desenvolvimento do atendimento a regiões que apresentam escassez de serviços.

Direção hospitalar

É o cargo mais alto da gestão hospitalar, que vai permitir ao responsável uma visão ampla dos processos, fazendo com que seja responsável pelo controle de todos os setores. No entanto, entre as principais atividades desse profissional está a de coordenar equipes e lideranças para que tudo funcione como o esperado.

Além disso, ele também participa de reuniões do Conselho Administrativo e decisões a respeito do futuro da administração. Assim, conquistará um trabalho de alta qualidade e aumentará as possibilidades de que o estabelecimento se destaque no mercado.

Vigilância

É o ramo da gestão ligada às ações de atenção e promoção da saúde, adotando mecanismos para a prevenção de doenças.

O responsável precisa ter a capacidade de associar conhecimentos de planejamento, condições de vida, epidemiologia, saneamento básico, processo saúde-doença e meio ambiente. Isso porque atuação do profissional nessa área pode ser dividida em sanitária, epidemiológica, saúde do trabalhador e ambiental.

Por que se especializar em Gestão em Saúde?

Ao se referir à gestão em saúde, é preciso deixar claro que a atuação não se limita apenas aos hospitais. É possível trabalhar nos mais variados ambientes voltados para o cuidado da saúde, como: maternidades, clínicas, casas de repouso, entre outros.

Dessa forma, a busca de profissionais qualificados na área tem crescido bastante. Principalmente, pela criação de novas instituições de saúde e a preocupação da população em melhorar seus hábitos de vida, prevenir doenças e realizar tratamentos cada vez mais inovadores.

Com isso, as organizações fornecedoras de serviços médicos têm procurado colaboradores capazes de disponibilizar uma melhor qualidade dos serviços, junto a uma maior eficiência dos procedimentos corporativos.

Então, devido à falta de mão de obra qualificada no setor de gestão em saúde, esse segmento tem se tornado uma ótima oportunidade para aqueles profissionais que desejam entrar nesse mercado de trabalho.

Em relação à remuneração desse tipo de profissional, a média é de R$4.500,00 mensais. No entanto, é possível obter ganhos maiores, dependendo das atividades realizadas, porte da instituição de saúde e tempo de experiência na área.

Quais são os diferenciais do profissional formado?

Como já foi dito, o profissional de gestão em saúde pode atuar em vários locais. Mas, entre as atividades inerentes à formação e que podem ser vistas como diferenciais, estão:

  • realizar estudos de custos e viabilidade;
  • planejar, controlar e averiguar a adoção de programas de saúde;
  • implementar as normas referentes aos produtos, ambientes, processos e serviços de saúde;
  • desenvolver projetos de gerenciamento em saúde;
  • administrar serviços e unidades de saúde e atividades realizadas;
  • fazer a previsão e provisão do sistema de estoque, compras e distribuição de material;
  • fiscalizar o cumprimento de contratos e serviços de terceiros;
  • criar e alimentar estatísticas de indicadores de saúde.

Agora que você entende o que é gestão em saúde, sua contribuição para a promoção de um atendimento de qualidade aos pacientes e atividades desenvolvidas, pode se inserir nesse mercado.

Para isso, o ideal é contar com uma instituição de ensino confiável, experiente e que seja capaz de administrar todo o conhecimento necessário para que possa exercer o papel de gestor com eficiência.

Quer saber como ajudamos você a conquistar sucesso em sua carreira profissional? Então, entre em contato agora mesmo e conheça nossos cursos!

Missão RS: Alunos e professores de Medicina de diversos Estados brasileiros levam doações e revezam atendimento em alojamentos da região

28/05/2024

Missão Amazônia da Inspirali é tema do Profissão Repórter

27/05/2024
Scroll to Top