Faça Parte
Carreira

Acesso à saúde no Brasil: soluções para um sistema mais justo

20/06/2024
Compartilhar

O acesso à saúde é um direito fundamental garantido pela Constituição brasileira. No entanto, na prática, milhões de brasileiros enfrentam barreiras para obter cuidados médicos adequados. Essa realidade afeta especialmente as camadas mais vulneráveis da população e se reflete em indicadores preocupantes, como altas taxas de mortalidade infantil e materna e baixa expectativa de vida em algumas regiões do país.

Para os jovens que sonham em seguir a carreira médica e fazer a diferença na vida das pessoas, compreender esse cenário é essencial. Afinal, mais do que passar no tão almejado vestibular de Medicina, é preciso ter consciência dos desafios que permeiam o sistema de saúde brasileiro.

As barreiras no caminho da saúde

Uma das principais barreiras de acesso à saúde no Brasil é a desigualdade social. Segundo dados do IBGE, em 2019, os 10% mais ricos do país concentravam 42,9% da renda nacional, enquanto os 10% mais pobres ficavam com apenas 1,1%. Essa disparidade se traduz em condições de vida precárias, que impactam diretamente a saúde da população.

Além da pobreza, a falta de investimentos em infraestrutura e recursos humanos também prejudica o acesso aos serviços de saúde. De acordo com o Conselho Federal de Medicina, o Brasil tem déficit de 474 mil leitos hospitalares e carência de 76,8 mil médicos. Essa escassez é ainda mais crítica em regiões remotas e periferias urbanas.

Outro entrave é a limitação da cobertura do Sistema Único de Saúde (SUS). Apesar de ser um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo, o SUS enfrenta gargalos como filas de espera, falta de medicamentos e equipamentos sucateados. Cerca de 70% da população depende exclusivamente do SUS, o que evidencia a urgência do seu fortalecimento.

Caminhos para um sistema mais inclusivo

Diante desse panorama, fica evidente que garantir o acesso universal à saúde requer mudanças estruturais. Uma das medidas fundamentais é ampliar os investimentos no setor, direcionando recursos para a atenção primária, promoção da saúde e expansão da rede de atendimento.

Programas como o Mais Médicos, que leva profissionais para áreas desassistidas, e a Estratégia Saúde da Família, que atua na prevenção de doenças, são exemplos de iniciativas que devem ser fortalecidas. Também é crucial valorizar os profissionais de saúde, com remuneração justa e condições dignas de trabalho.

No âmbito da formação médica, é necessário estimular uma visão mais humanizada e voltada para as necessidades da população. Nesse sentido, as universidades têm um papel central, ao incluir em seus currículos disciplinas sobre saúde pública e estimular projetos de extensão em comunidades carentes.

Para os vestibulandos que almejam uma vaga no curso de Medicina, conhecer de perto a realidade do sistema de saúde pode ser um diferencial. Participar de ações voluntárias, estágios em unidades básicas de saúde e acompanhar os debates sobre políticas públicas são formas de se engajar nessa causa desde cedo.

Saúde é um direito de todos

Garantir o acesso à saúde para todos os brasileiros é um desafio complexo, mas absolutamente necessário. Afinal, não se pode admitir que, em pleno século XXI, o cuidado com a vida seja tratado como um privilégio de poucos.

Aos futuros médicos, fica o chamado para serem agentes de transformação. Mais do que profissionais altamente capacitados, o Brasil precisa de médicos comprometidos com a equidade e a justiça social. Profissionais que entendam que a saúde vai muito além dos consultórios e hospitais, e que estejam dispostos a lutar por um sistema verdadeiramente universal e igualitário.

Que o desejo de passar no vestibular de Medicina seja movido não apenas pela realização de um sonho pessoal, mas, sobretudo, pelo anseio de fazer a diferença na vida de cada paciente. Só assim será possível construir um país onde o acesso à saúde seja, de fato, um direito de todos.

Categorias:
Artigos
Artigos
Artigos
Artigos
Artigos

Veja também...

Estude no principal ecossistema de educação médica do país.

Saiba mais sobre a Ânima e suas outras instituições.

Clique aqui para acessar o Canal de Conduta Ânima.

Scroll to Top